Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Terça, 04 Dezembro 2018 16:34
CORREDOR CULTURAL

Circuito Alagoas Feita à Mão instalará mais três esculturas gigantes de mestres alagoanos na orla

Monumentos replicam obras da arte popular, dando visibilidade ao artesanato alagoano e impulsionando o turismo cultural

Mestre João das Alagoas terá sua obra ‘Boi Bumbá’ instalada na orla de Maceió Mestre João das Alagoas terá sua obra ‘Boi Bumbá’ instalada na orla de Maceió (Fotos: Itawi Albuquerque e Kaio Fragoso (Sereia)
Texto de Cecília Tavares

Disseminar a arte popular alagoana e valorizar o trabalho dos mestres artesãos. É com esse intuito que o Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), realiza o Circuito Alagoas Feita à Mão, que instalará três novas esculturas gigantes na orla de Maceió. O Circuito será lançado no dia 13 de dezembro, em evento no Hotel Jatiúca, às 9h.

O Circuito consiste na produção e instalação de réplicas de esculturas de mestres artesãos alagoanos em pontos-chave da orla da capital. Com 6 metros de altura cada, as réplicas são feitas de isopor naval e fibra de vidro, materiais resistentes ao sol, chuva e maresia. Os monumentos serão acompanhados de placas informativas que, além de explicar sobre cada peça, trazem informações sobre o Circuito Alagoas Feita à Mão.

(Fotos: Itawi Albuquerque e Kaio Fragoso (Sereia)

‘O Beijo da Mestra Irinéia’, réplica da peça da artesã Dona Irinéia, ficará exposta na Lagoa da Anta, na entrada do Hotel Jatiúca, um dos parceiros da ação. O ‘Boi Bumbá’, do Mestre João das Alagoas, será instalado na Avenida da Paz, com apoio do restaurante Picuí. Já a réplica do ‘Leão’ do Mestre André da Marinheira será fixada na Avenida Assis Chateaubriand, próximo à entrada do bairro do Pontal da Barra, em área cedida pela Braskem, também parceira da ação.

A primeira-dama de Alagoas, Renata Calheiros, lembra que o Estado se destaca pela qualidade e originalidade da produção artesanal. “Somos reconhecidos nacional e internacionalmente por grandes personalidades que acompanham a produção da arte popular. As peças do Circuito Alagoas Feita à Mão trazem a história da cultura, dos costumes, de nossas riquezas, pelas mãos de consagrados mestres artesãos. É uma forma de reconhecimento e valorização inéditos, que irá se refletir também no turismo, na geração de renda e no resgate do orgulho do alagoano pelo que é produzido aqui”, declarou.

(Fotos: Itawi Albuquerque e Kaio Fragoso (Sereia)

As peças de André da Marinheira, Dona Irinéia e João das Alagoas – os dois últimos mestres do Patrimônio Vivo de Alagoas – completam o circuito de intervenções urbanísticas de arte popular, que foi iniciado com a instalação da Sereia do Mestre Zezinho, na praia de Pajuçara, dando visibilidade ao artesanato alagoano e incentivando o turismo cultural no Estado.

“Colocar obras dos nossos mestres artesãos em espaços públicos conectados faz com que moradores e visitantes vivenciem e explorem os espaços coletivos, imergindo na cultura local. O lançamento do circuito é importantíssimo para disseminar a produção artesanal alagoana em níveis local e nacional”, explicou a gerente de Design e Artesanato da Sedetur, Daniela Vasconcelos.