Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quarta, 14 Novembro 2018 14:26
DINAMIZAÇÃO

APL’s terão investimento de R$ 2,6 milhões em 2019

Recursos oriundos do Fecoep e contrapartida do Sebrae/AL serão utilizados em capacitações, consultorias e aquisição de equipamentos

Plano de ações para 2019 prevê maior dinamização dos Arranjos Produtivos Locais Plano de ações para 2019 prevê maior dinamização dos Arranjos Produtivos Locais (Fotos: Kaio Fragoso)
Texto de Soraya Leite e Rhayller Peixoto

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) reafirmou o compromisso do Governo do Estado em promover uma maior dinamização do Programa de Arranjos Produtivos Locais (PAPL) em Alagoas. O Plano de Ação para 2019 prevê um investimento de R$ 2,6 milhões nas atividades produtivas, sendo R$ 2,3 milhões oriundos do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e R$ 300 mil de contrapartida do Sebrae/AL.

O anúncio foi feito pelo gerente de APL’s e Cadeias Produtivas da Superintendência de Desenvolvimento Regional e Setorial da Sedetur, Everson Pontes, que apresentou, na segunda-feira (12), o êxito das políticas públicas que impactaram no desenvolvimento regional alagoano no período de 2013-2018, durante o Circuito de Desenvolvimento Econômico PAPL, realizado em parceria com o Sebrae/AL, na Associação Comercial de Maceió, em Jaraguá, com a participação de, aproximadamente, 300 pessoas.

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Jurandir Bóia, representou o secretário Rafael Brito no encontro, que contou ainda com a presença da gerente da Unidade de Atendimento Empresarial do Sebrae/AL, Fátima Aguiar; do analista administrativo do Ministério da Integração Nacional, Fernando Ritter; do pesquisador na área de Arranjos Produtivos Locais da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Francisco Rosário; além de produtores atendidos pelo PAPL.

Para Everson Pontes, as metas foram alcançadas, não apenas no período que se encerrou, mas na mostra à sociedade. “Conseguimos apresentar ao público os frutos das atividades do ciclo 2013-2018 e, aos produtores, o interesse do Governo do Estado em reafirmar a proposta de apoio aos APL’s a partir do próximo ano”.

No intuito de apresentar o desenvolvimento das dez atividades do PAPL em Alagoas, foi montada uma feira de produtos que contemplam as áreas em que os arranjos atuam e que demonstram a pluralidade do Estado. Hortaliças, bordado filé, derivados do mel e sementes foram alguns dos itens apresentados. Também foram ministradas oficinas de bordado filé e de gastronomia, com uma variedade de pratos feitos à base de arroz.

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

Desde 2015, Dayane Barbosa é filiada a uma cooperativa de agricultura e apicultura. Moradora de São José da Tapera, a jovem evidencia a efetividade das medidas adotadas pelo Governo do Estado. “Passei a contribuir com as despesas de casa; entrei na faculdade graças ao trabalho na cooperativa e aprendo mais cada vez quando vou às feiras. É o meu primeiro emprego, e fico feliz de ter essa oportunidade, já que no interior do Estado as chances são menores”, avaliou.

Novo ciclo - O plano de ações do PAPL para 2019 prevê maior dinamização dos Arranjos Produtivos Locais e garante a continuidade do incentivo às atividades produtivas.

O convênio que se inicia no ano de 2019 irá atender 13 microrregiões do Estado, que abrangem 69 municípios das regiões do Agreste, Sertão e Serra dos Quilombos. Os recursos serão utilizados em capacitações, consultorias, aquisição de equipamentos, rodadas de negócios e eventos técnicos voltados para o público-alvo.

Atualmente, a Sedetur atende dez arranjos produtivos em 84 municípios: Turismo Costa dos Corais, Turismo Lagoas e Mares do Sul, Turismo Caminhos do São Francisco, Apicultura no Sertão, Rizicultura no Baixo São Francisco, Ovinocaprinocultura no Sertão, Horticultura no Agreste, Mandiocultura no Agreste, Fruticultura no Vale do Mundaú e Móveis Maceió e Entorno.