Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Sexta, 09 Março 2018 13:26
MERCADO INTERNACIONAL

Voos fretados oriundos da Argentina para Alagoas estão lotados

Argentinos irão fomentar o fluxo de passageiros durantes os meses de baixa temporada: abril, maio e junho

Articulação para atração de novos voos para Alagoas foi feita pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo. Articulação para atração de novos voos para Alagoas foi feita pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo. Kaio Fragoso
Texto de Thiago Tarelli

O destino Alagoas segue fazendo sucesso entre os argentinos. Prova disso são os voos fretados da companhia aérea Andes marcados para os meses de abril, maio e junho que já estão vendidos, fomentando a atividade turística no Estado mesmo durante a baixa temporada.

A articulação para atração desses voos foi feita pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) em parceria com as operadoras argentinas Gilt, Jazz e a Luck Receptivos de Maceió. Juntos esses voos devem trazer mais de dois mil argentinos para Alagoas neste período.

À frente da pasta de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito ressalta a importância desse fluxo de turistas internacionais para a economia do Estado.

“Nós estamos investindo no mercado internacional e a Argentina é o nosso principal mercado emissor, representa cerca de 60% dos estrangeiros que nos visitam. Com os voos vindo de Córdoba abrimos mais uma porta para o mercado da Argentina, que já contava com voos vindos de Buenos Aires. Este trabalho mostra que Alagoas vive um novo momento, após ter uma de suas melhores altas temporadas da história. Estamos garantindo a vinda de turistas mesmo em meses de baixa procura. Isso é importantíssimo porque mantém a economia que gira entorno do turismo aquecida”, explica Brito.

Portugal

Não só os argentinos chegam com mais facilidade a Alagoas como também os portugueses. Uma nova conexão irá permitir que os portugueses cheguem em voos mais curtos a Alagoas, pagando mais barato. Anteriormente a viagem, com escalas entre os dois destinos, levava 14 horas, esse tempo foi diminuído para nove, mudando a conexão que antes era feita em São Paulo (SP), para Recife (PE). Essa foi uma conquista de articulação liderada pela Sedetur junto a TAP, principal operadora portuguesa para o mercado brasileiro.

INSTAGRAM