Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quarta, 06 Dezembro 2017 12:08
PARCERIA

Governador em exercício discute atração de investimento para AL com empresários chineses

Grupo estrangeiro propôs missão técnica ao país asiático

Reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando por Alagoas. Reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando por Alagoas. Fotos: Dárcio Monteiro
Texto de Severino Carvalho e Andressa Alves

O governador em exercício, Luciano Barbosa, e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, receberam, na tarde desta terça-feira (5), no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares, o presidente mundial da empresa XCMG e da Associação das Empresas Chinesas no Brasil, Wang Yan Song. Eles trataram da atração de investimento estrangeiro para o Estado e da formalização de possíveis parcerias público-privadas (PPPs).

“O governador Renan Filho tem discutido muito a necessidade de atração de novos investimentos para o Estado, inclusive de parcerias público-privadas, ou seja, atrair capital de fora para que a gente possa fazer os investimentos necessários, para os quais não temos capital suficiente”, afirmou Luciano Barbosa.

Dárcio Monteiro

O presidente do grupo chinês convidou os representantes do Governo do Estado para que participem, em breve, de uma missão técnica à China para apresentar as potencialidades de Alagoas aos empresários do país asiático, bem como as áreas com maior necessidade de investimentos.

“Vamos montar um portfólio de Alagoas e, possivelmente, apresentá-lo numa missão do Governo do Estado à China para mostrar as necessidades de investimentos em nosso Estado, nossas potencialidades e tentar captar esses recursos. Alguns outros Estados da Federação já estão fazendo isso, a exemplo do Maranhão e da Bahia”, destacou Barbosa.

As áreas apontadas como prioritárias pelo governador em exercício foram abastecimento de água, esgotamento sanitário e agricultura irrigada, sobretudo na região do Semiárido, cortada pelo Canal do Sertão.

“Na área de infraestrutura, se pudermos contar com capital de empresas chinesas será muito bem-vindo. Acredito que o Canal do Sertão vai precisar de muitos investimentos. Mas nós temos ainda muitos investimentos que precisam ser feitos nas áreas de esgotamento sanitário, abastecimento de água. Temos ainda o campo do turismo, e pode ser que os chineses manifestem interesse nisso”, ponderou Barbosa.

Rafael Brito fez uma breve apresentação da política de atração de investimentos executada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), que conta com diferenciais competitivos para a captação de novos negócios, a exemplo da celeridade na abertura de empresas, dos benefícios fiscais e locacionais e localização estratégica.

"Alagoas conta com diversos diferenciais competitivos, que facilitam a atração de novos investimentos. Temos os incentivos do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin), a desoneração em importantes cadeias produtivas e, além disso, obras estruturantes que melhoram a infraestrutura do Estado e são fundamentais para o desenvolvimento econômico", ressaltou Rafael Brito.
A XCMG é uma empresa chinesa que atua no ramo de tratores e máquinas pesadas destinadas à construção. Possui 70 anos de fundação, 30 mil funcionários e apresenta um faturamento anual de U$ 20 bilhões, com atuação em países como Estados Unidos e Holanda. Há cinco anos, a empresa está instalada no Brasil, na cidade mineira de Pouso Alegre, e possui uma concessionária em Maceió.

Dárcio Monteiro

Wang Yan Song disse que a reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando pelo Estado de Alagoas.

“Como presidente da Associação das Empresas Chinesas no Brasil, realmente eu gostei muito dos projetos apresentados pelo Governo de Alagoas. As empresas chinesas, sob o comando da Associação, vão se dedicar e trabalhar muito no Estado para a gente crescer junto”, afirmou Wang Yan Song.

Participaram, ainda, do encontro o superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Sedetur, Otávio Lessa; de Energia e Mineração, Ricardo Dória; e o presidente da XCMG no Brasil, Tian Dong, dentre outros empresários.