Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Segunda, 04 Setembro 2017 18:33
GOVERNO PRESENTE

Sedetur promove Encontro de Negócios para artesãs e costureiras de Mar Vermelho

Palestras foram voltadas para o incentivo à produção, com foco na interiorização do desenvolvimento. Palestras foram voltadas para o incentivo à produção, com foco na interiorização do desenvolvimento. Kaio Fragoso
Texto de Andressa Alves, Rhayller Peixoto e Morena Melo

A atuação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) no Vale do Paraíba, durante a 7ª edição do Governo Presente, teve um novo capítulo na quinta-feira (31). Dessa vez, a Associação de Costureiras de Mar Vermelho foi contemplada com palestras sobre comercialização e design, voltadas para a sensibilização do grupo sobre a importância dos temas. O encontro aconteceu na Casa da Costura Silva, sede da associação.

Atuante na cidade há nove anos, o grupo, que recebe o apoio da Prefeitura de Mar Vermelho, é formado por 22 mulheres, que utilizam o trabalho artesanal e a costura como renda complementar familiar. Em julho de 2016, a Associação foi beneficiada com a doação de 12 máquinas de costura, entregues pelo Governo do Estado.

“No início eu não costurava muito. Mas fomos nos capacitando, entendendo a necessidade da profissão e, hoje, nós andamos com as nossas próprias pernas. Muitas mulheres já têm na produção da associação uma das principais fontes de renda”, disse Heloísa da Costa, presidente da Associação de Costureiras.

Na programação, as palestras foram voltadas para o incentivo à produção com foco na interiorização do desenvolvimento, estimulando a atividade comercial e os micros e pequenos negócios.

De acordo com o gerente de Micro e Pequenos Negócios da Superintendência de Desenvolvimento Regional e Setorial da Sedetur, Ulysses Borges, o Governo busca entender a realidade de cada grupo produtivo, de maneira específica, para, a partir disso, trabalhar o aperfeiçoamento necessário.

“O que a gente busca trazer para elas é umas percepção de negócios, para que o artesanato e a costura não sejam visto apenas como um hobby. Procuramos, inicialmente, entender como funciona a associação e auxiliar as profissionais de acordo com suas demandas, como noções de relacionamento com clientes, custos, parcerias e inserção de mercado", afirma Ulysses Borges.

A ação contou, ainda, com oficinas ministras pela gerente de Marketing da Sedetur Marilia Hermann, formada pelo Instituto Europeu de Design, em Barcelona, na Espanha. O painel abordou a aproximação da atividade artesanal com as tendências de moda, como forma de expandir o mercado e aumentar o alcance do trabalho das costureiras.

“A ideia é que as costureiras passem a ter um conhecimento maior sobre moda, entendendo sobre cores, estampas, modelos e acabamentos para aplicar às novas coleções", explicou Marília.

Nesta sexta-feira (1º), a Oficina de Arte Mimos de Dona Peró, em Capela, também foi contemplada com a capacitação.