Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Sexta, 03 Setembro 2021 11:39

Sedetur apoia lançamento do programa eComex do Brasil

Programa da Câmara de Negócios Internacionais de Alagoas (CNIA) tem como objetivo acelerar a comercialização das empresas alagoanas no exterior.

Sedetur apoia lançamento do programa eComex do Brasil Fotos: Marcello Victor
Texto de Cecília Tavares

Capacitar as empresas alagoanas e brasileiras, para poder comercializar produtos no mercado externo. Com esse objetivo, a Câmara de Negócios Internacionais de Alagoas (CNIA) realizou um café da manhã no hotel Intercity, na Ponta Verde, para apresentar o eComex do Brasil. O evento contou com a participação do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão, e com a deputada estadual Jó Pereira, embaixadora da CNIA.       

O eComex do Brasil é uma extensão das ações que já vem sendo feitas através da CNIA, e se constitui num trabalho institucional de capacitar as empresas para impulsionar as vendas de produtos brasileiros para o mercado internacional por meio digital, com acompanhamento operacional remoto no Brasil, desenvolvimento de e-commerce, suporte de operação, logística, trocas e devoluções e acompanhamento financeiro.

Para o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão, programas como a da CNIA são fundamentais para ampliar o espaço geográfico das empresas alagoanas.

“É muito importante trabalhar com pessoas que, com muita determinação, buscam sempre o crescimento do estado de Alagoas, gerando receita para a população. O nosso papel na Sedetur é ser um facilitador das perspectivas de investimentos e, dito isso, estamos dispostos a dar as mãos ao setor produtivo e a CNIA, para que o projeto do eComex avance de maneira rápida e eficaz”, afirma o secretário.

De acordo com o presidente da CNIA, Luiz André Barreto, o apoio da iniciativa pública é fundamental para o programa do eComex.

“O papel que cumpre a Sedetur nesse alinhamento e expansão de negócios é imprescindível. Obtivemos o apoio da iniciativa pública, uma vez que mostramos, de maneira simples, que é possível performar e acreditamos que, através do apoio do setor público, ficará ainda mais fácil para o empresariado conseguir entender que é possível atingir o mercado internacional”, explica o presidente.

O evento contou ainda com a participação de empresários de Alagoas, Bahia e Sergipe. As empresas interessadas devem se filiar à CNIA, para conhecer de perto como o programa do eComex.