Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Sexta, 06 Agosto 2021 14:01

Alagoas é destaque no WTM, o maior evento mundial de turismo da América Latina

Estado apresenta dois estandes virtuais com atrativos das sete regiões turísticas.

Alagoas é destaque no WTM, o maior evento mundial de turismo da América Latina Fotos de Waldson Costa
Texto de Waldson Costa e William Makaisy

Alagoas é destaque na 7ª edição do maior evento mundial da indústria de viagens e turismo da América Latina,  o WTM Latin America, que acontece de forma virtual entre os dias 10 e 12 de agosto.

Na ocasião, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas (Sedetur-AL) apresentará para o público – operadores e agentes de viagens – os principais atrativos das sete regiões turísticas do estado: Maceió, Costa dos Corais, Agreste, Caatinga, Lagoas, Rios e Mares do Sul, Cânions do São Francisco e Região dos Quilombos.

“Esta é mais uma oportunidade para colocar os produtos turísticos de Alagoas na vitrine do turismo nacional e internacional. O objetivo é atrair a atenção das operadoras e dos agentes de viagens mostrando que temos roteiros para diferentes tipos de públicos. Para quem busca sol e mar, aventura, roteiros culturais ou românticos”, expõe o secretário da Sedetur, Marcius Beltrão.   

Com dois estandes no evento, Alagoas será apresentada como destino turístico abrangente e diversificado que oferece aos visitantes desde praias com águas cristalinas à trilhas na natureza, passeios em cânions, cachoeiras e cidades históricas, como também, uma diversificada gastronomia.

De acordo com a gerente de Comercialização da Superintendência de Turismo da Sedetur, Margarita Arieta, a edição deste ano serve para colocar Alagoas em uma vitrine de destinos para a atração de futuros visitantes.

"As expectativas para o evento são altas, uma vez que, além de servir como vitrine, a WTM auxilia nas dúvidas de possíveis visitantes que não sabiam que o estado estava recebendo turistas, ou até mesmo não sabiam como o turismo alagoano funciona”, afirma Arieta.