Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Segunda, 19 Julho 2021 10:35

Cachoeira do Tombador é atrativo de aventura em Colônia Leopoldina

Roteiro turístico da serra da Catita conta com trilha dentro de reserva da Mata Atlântica

Cachoeira do Tombador é atrativo de aventura em Colônia Leopoldina Fotos de Lucas Meneses
Texto de Isabella Padilha

Nem só de sol e mar se faz Alagoas! Com uma variada geografia e rico bioma o estado resguarda inúmeros atrativos de diversão e aventura. Um destes destinos é a cachoeira do Tombador, que localizada dentro de uma área de Mata Atlântica, na Serra da Catita, em Colônia Leopoldina, oferece aos visitantes contato direto com a natureza.    

Para chegar na cachoeira Tombador, também conhecida como Véu da Noiva, é necessário subir a serra. O ponto de partida é na sede do retiro religioso da Associação de Missionários e Missionárias do Campo, local que antes abrigava o Mosteiro Discípulo Amado. Fundada em 1988, a associação atua na preservação da natureza da região e é responsável pelo acompanhamento dos visitantes que se aventuram na trilha até a cachoeira.

O espaço do antigo mosteiro, que é amplo e bastante arborizado, conta com chalés para pernoite, cozinha coletiva e uma pequena capela. O lugar é simples, mas bastante atrativo para quem busca descansar e se desconectar da vida urbana.

Dois caminhos para um só lugar

A caminhada mais leve para chegar ao topo da cachoeira do Tombador dura cerca de 15 minutos e tem um trajeto de aproximadamente 3 km. A trilha exige roupas leves e tênis, já que é totalmente cercada por mata.

Já no começo, o primeiro desafio: atravessar o rio onde deságua a cachoeira, o destino final. O trajeto exige a presença de um guia que conheça bem a região e entenda os cuidados que são necessários no ambiente.

O guia de aventura Lucas Ferreira diz que o local atende tanto os visitantes que buscam aventura como aqueles que querem apenas contemplar a natureza. “Aqui há diversão para os diversos públicos. Para aqueles que buscam aventuras; e para quem só quer se conectar com a natureza. Assim, há uma rota mais simples, de contemplação; e, outra, mais radical, para a turma das trilhas e do rapel.

Uma queda de tirar o fôlego

Não é todo dia que é possível encontrar uma cachoeira com aproximadamente 150 metros de altura. A cachoeira do Tombador, por ser inclinada, não é alta. Formada por uma grande rocha que recorta a vegetação de mata atlântica, ela chama a atenção pelo volume de água que desce do topo formando uma espécie de manto que garantiu o nome de véu da noiva.

A cachoeira do Tombador é uma das maiores de Alagoas e recebe visitantes apaixonados por natureza e aventura de toda a região do Nordeste.

Custos e contatos

Quem quer conhecer a cachoeira Tombador e fazer a trilha na Serra da Catita pode entrar em contato com os guias que fazem as trilhas através do perfil nas redes sociais @teu_guiaa ou através do número (82) 99981-4196. Os valores variam conforme a quantidade de pessoas, a trilha e as atividades escolhidas.

Os custos de hospedagem e convivência na Associação de Missionários e Missionárias do Campo variam entre R$ 35,00 e R$ 65,00 por dia, dependendo do que estiver incluso no pacote. As acomodações podem ser organizadas através do número (79) 99930-5125.