Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quinta, 01 Julho 2021 12:01

Trabalhadores rurais têm direito a desconto na tarifa de energia em Alagoas

Programa Tarifa Rural pode reduzir tarifa energética em até 24%.

Trabalhadores rurais têm direito a desconto na tarifa de energia em Alagoas Fotos de Jonathan Lins
Texto de Isabella Padilha

A superintendência de Energia e Mineração (Suem), da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), vem atuando para estimular e desenvolver políticas públicas de energias para os alagoanos. O Programa da Tarifa Rural, regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), é um destes benefícios sociais que busca ajudar as famílias que vivem nas áreas rurais estimulando a permanência e o trabalho no campo.

Em Alagoas, embora mais de 125 mil trabalhadores tenham direito ao benefício, muitos ainda não se cadastraram no Programa da Tarifa Rural, que possui atualmente pouco mais de 30 mil usuários cadastrados.

“A Tarifa Rural de energia elétrica concede um desconto de 24% na tarifa de energia. Para receber o desconto do programa o imóvel deve estar localizado em área rural, e, para realizar o cadastro, o titular da energia precisa portar o documento que comprove a atividade rural ou que ele é trabalhador rural”, explica a Gerente de Relacionamento da Equatorial, Patrícia Moraes.

Todos os trabalhadores que desenvolvem atividades agropecuárias, de cultivo ou de criação de animais, podem se cadastrar junto a Equatorial para garantir o desconto. 

Para o superintendente da Suem, Caio Uchôa, o desconto na tarifa dada aos produtores é incentivado pelo Governo do Estado através da Sedetur como estratégia para garantir a qualidade na produção agrícola e de vida das pessoas que moram no campo. 

“Junto a Equatorial buscamos ver as formas de favorecer os produtores rurais porque entendemos que é através do campo que ele tira o sustento não só para se alimentar, mas também, como fonte de renda para poder sobreviver. Como eles trabalham nas lavouras, nas plantações e na criação de animais, eles precisam de uma estrutura mínima que a Equatorial está entregando quando leva a energia até o campo. A distribuidora traz o benefício para que num período de seca o produtor possa irrigar a plantação, ter uma colheita e um produto melhor para ser vendido e gerar renda familiar”, reitera o superintendente da Suem. 

CADASTRO - Para fazer o cadastro o cliente deve se dirigir a uma unidade de atendimento da Equatorial levando a conta de energia atualizada, cópia do documento de identidade (RG e CPF) do titular da conta de energia e, pelo menos, um dos seguintes documentos: Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS; Carteira de Sindicato dos Trabalhadores Rurais; Comprovante de Recebimento de benefício do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) como aposentadoria na situação de trabalhador rural; Declaração (DAP) ao PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) emitida por uma agência ou secretaria estadual.