Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Terça, 12 Janeiro 2021 12:00
TURISMO

Dezembro: Aeroporto registra mais de 90% do fluxo contabilizado em 2019

Mais de 180 mil pessoas passaram pelo Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares em dezembro de 2020. Número supera as expectativas traçadas pela Sedetur, principal responsável pela recuperação da malha aérea pós-quarentena.

Número de dezembro representa mais de 90% do volume registrado no mesmo mês de 2019, quando pouco mais de 190 mil visitantes passaram no principal aeroporto de Alagoas Número de dezembro representa mais de 90% do volume registrado no mesmo mês de 2019, quando pouco mais de 190 mil visitantes passaram no principal aeroporto de Alagoas Jonathan Lins
Texto de Thiago Tarelli

Mais de 180 mil pessoas passaram pelo Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, localizado na região metropolitana de Maceió, no mês de dezembro do ano passado. O número representa mais de 90% do volume registrado no mesmo mês de 2019, quando pouco mais de 190 mil visitantes embarcaram e desembarcaram no principal aeroporto de Alagoas. Os dados publicados pela AENA Brasil, administradora do equipamento, superam as metas estabelecidas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) de Alagoas.

À frente do trabalho de atração de novos voos e de recuperação da malha aérea que atende ao Estado, fragilizada por conta da pandemia do novo coronavírus, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, conta que havia estabelecido como meta para o mês de dezembro, um volume de passageiros de até 80% do que o registrado em 2019. 

“Nós tínhamos uma meta e conseguimos, com o apoio do governador Renan Filho, superá-la com esse representativo volume de 180 mil passageiros em dezembro no Zumbi dos Palmares, que é cerca de 93% do contingente do mesmo período do ano passado. Este é um resultado direto da recuperação gradual da nossa malha aérea, onde concedendo benefícios fiscais, conquistamos mais voos para o estado e saímos na frente dos concorrentes no mercado nacional. Tivemos também um forte trabalho de promoção do turismo, implantando seguros e rigorosos protocolos sanitários que nos renderam o selo Safe Travels de segurança sanitária para o setor. Dessa forma, seguiremos retomando o turismo com responsabilidade, gerando emprego e renda para os alagoanos”, pontuou o secretário Rafael Brito.

Malha aérea

A malha aérea alagoana cresceu gradualmente após a queda sofrida devido à pandemia do novo coronavírus. Em dezembro, o estado contava com 19 voos diários, em média, recuperando cerca de 75% do seu contingente aéreo pré-pandemia, quando a frequência destas operações era de 26 em média. Além da malha aérea regular, o estado contou com voos extras e fretados para os principais mercados emissores de turistas no mercado nacional. Até março deste ano, Alagoas recebe 120 operações de fretamento de grandes operadoras como CVC, Azul Viagens e FRT Operadora.