Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Segunda, 17 Dezembro 2018 18:41
INTERIORIZAÇÃO

Nova unidade fabril da Motrisa, em Murici, estima faturamento de R$ 25 milhões em 2019

Fábrica foi inaugurada na manhã desta segunda-feira, com a presença do governador Renan Filho, e deve gerar 160 empregos diretos e indiretos

Da unidade de Murici sairá farinha especial de massa de pastel, farinha de trigo integral, farinha de pães especiais e mistura para bolo Da unidade de Murici sairá farinha especial de massa de pastel, farinha de trigo integral, farinha de pães especiais e mistura para bolo (Fotos: Kaio Fragoso)
Texto de Severino Carvalho

Com um investimento inicial de R$ 8,5 milhões e geração de 160 empregos, entre diretos e indiretos, a unidade industrial do Moinho Motrisa S/A foi inaugurada na manhã desta segunda-feira (17), no município de Murici. A fábrica entra em operação a partir da segunda quinzena de janeiro de 2019 com capacidade para produzir, anualmente, cinco mil toneladas de produtos e um faturamento estimado de R$ 25 milhões.

por Kaio Fragoso

O governador Renan Filho, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, e o prefeito de Murici, Olavo Neto, participaram da solenidade de inauguração. Renan Filho destacou a importância do empreendimento para a economia do Vale do Mundaú e afirmou que é essencial fortalecer a industrialização do interior de Alagoas, atraindo médias e grandes empresas de todos os setores, como tem feito o Governo do Estado.

"A instalação da unidade da Motrisa aqui em Murici é um passo muito importante tanto para a cidade, que recebe uma indústria consolidada, como para a própria empresa, que deixa de estar apenas na capital e interioriza a sua produção, ajudando Alagoas como um todo", observou Renan Filho.

Da unidade de Murici sairá farinha especial de massa de pastel, farinha de trigo integral, farinha de pães especiais e mistura para bolo.

por Kaio Fragoso

 

"A fábrica de Murici é, dentre todos os moinhos do Brasil, a única unidade que trabalha separadamente pães e misturas especiais. Com isso, abre-se um leque para atender tanto a nossa demanda local como atender a outros distribuidores e moinhos do Brasil que não têm essa estrutura que estamos criando aqui hoje. As misturas que sairão daqui terão um valor de mercado agregado de, pelo menos, duas vezes o preço-base de um quilo de farinha de trigo. Isso é um diferencial para Murici, para a Motrisa e para Alagoas", explicou o superintendente do Grupo Motrisa, Paulo Florêncio.

A Moinho Motrisa S/A já conta com a política de incentivos fiscais implantada pelo Governo do Estado, por meio do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin), que reduz em 92% o pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na saída dos produtos industrializados em todo território alagoano.

"O Prodesin vai nos dar uma competitividade muito grande para produzir e poder comercializar não só para Alagoas, como para os demais estados do país", destacou Paulo Florêncio.

Para a abertura da nova unidade, a Moinho Motrisa S/A contou com todo o apoio institucional do Governo do Estado que, por meio da Superintendência da Indústria, Comércio e Serviços da Sedetur, dá suporte aos empresários que desejam abrir novos negócios em Alagoas, oferecendo um ambiente com segurança jurídica e infraestrutura adequada.

por Kaio Fragoso

 

Empregos - O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, revelou que a unidade inaugurada nesta segunda-feira é uma planta nova de dois módulos, que dobra a capacidade de produção e geração de emprego.

"É um momento especial para Murici, porque a gente consegue iniciar a consolidação do polo industrial dessa cidade tão importante, ligada de forma tão rápida e tão fácil por nossas estradas para que as pessoas possam, também aqui no interior, usufruir do desenvolvimento econômico do estado de Alagoas", disse Rafael Brito.

O superintendente da Motrisa, Paulo Florêncio, informou que todos os 40 postos de trabalho diretos, criados com a abertura da fábrica, serão preenchidos com mão de obra local.

"Todos esses funcionários serão contratados em Murici. Eles passam por um sistema de treinamento na unidade de Maceió e, a partir da segunda quinzena de janeiro, já treinados, voltam pra cá e começam a trabalhar aqui", afirmou.

Para o prefeito de Murici, a abertura da unidade industrial representa o fortalecimento da cadeia econômica do município e a geração de emprego e renda.

"Isso é muito simbólico porque, como falou o governador Renan Filho, diante de todos os esforços do Governo do Estado, o Moinho Motrisa é mais uma empresa que chega aqui, assim como chegou a Energy e assim como vai chegar a Mococa, uma grande empresa reconhecida nacionalmente", revelou Olavo Neto.

Prestigiaram a solenidade, ainda, o deputado estadual Isnaldo Bulhões, o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Rogério Pinheiro; o presidente da União dos Vereadores de Alagoas (Uveal), Fabiano Leão; o superintendente do Sebrae Alagoas, Marcos Vieira; dente outras autoridades.