Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quinta, 08 Novembro 2018 19:42
ECONOMIA E SUSTENTABILDIADE

IV Fórum Regional da Indústria do Plástico destaca importância da atividade em Alagoas

Cadeia Produtiva da Química e do Plástico apresentou medidas favoráveis à continuidade da atividade no Estado

Fórum discutiu alternativas sustentáveis para a produção e consumo do plástico Fórum discutiu alternativas sustentáveis para a produção e consumo do plástico (Fotos: Kaio Fragoso)
Texto de Rhayller Peixoto

Fortalecer e promover a indústria do plástico. Esses foram os objetivos do IV Fórum Regional da Indústria do Plástico, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (8), no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea) em Maceió, reunindo diversas entidades ligadas ao segmento.

Os êxitos da Cadeia Produtiva da Química e do Plástico em Alagoas são muitos. Criada em 2007, ela é composta pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Fiea, Braskem, Sindicato da Indústria do Plástico de Alagoas (Sinplast) e Sebrae.

por Kaio Fragoso

 

Com 60 empresas vinculadas, a Cadeia da Química e do Plástico é responsável pela geração de 20 mil empregos diretos e indiretos e por 13% do PIB (Produto Interno Bruto) estadual. O fórum discutiu alternativas sustentáveis para a produção e consumo do material, consolidado como um dos principais movimentadores da economia local.

O Fórum contou com palestras do diretor da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul, Jaime Lorandi, e do doutor em Engenharia de Produção pela USP, Paulo Teixeira. Na ocasião a neurolinguista e coaching Simara de Souza apresentou o projeto ‘Tampinha Legal’, que conscientiza empresas e a sociedade quanto ao bom uso do plástico, por meio do recolhimento de tampinhas.

por Kaio Fragoso

 

“A iniciativa do Fórum reverbera perante a sociedade a importância da indústria da química e do plástico no cenário econômico de Alagoas. O Governo do Estado é comprometido em fomentar a atividade por entender a sua capacidade de geração de emprego e renda para a população, não só na produção do plástico, mas, também, em sua reciclagem”, destacou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo Rafael Brito.

Para o diretor de Relações Institucionais da Braskem, Milton Pradines, o desenvolvimento de Alagoas está ligado diretamente à indústria da química e do plástico. “O fórum é fundamental para mostrar grandes oportunidades oferecidas às novas gerações, trazer indústrias e agregar valor às matérias-primas produzidas no Estado, como o sal e a cana-de-açúcar. Tudo isso abordando sustentabilidade no consumo e no descarte de produtos”, ressaltou Pradines.