Notícia

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quinta, 01 Fevereiro 2018 18:45
PROFISSIONALIZAÇÃO

Com incentivo do Governo, Agreste já conta com 1.150 artesãos cadastrados

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo promoveu a entrega de mais 50 carteiras de artesãs do município de Arapiraca

Secretário Rafael Brito ao entregar carteira a uma das artesãs profissionalizadas. Secretário Rafael Brito ao entregar carteira a uma das artesãs profissionalizadas. Lucas Ferreira (Ascom Prefeitura de Arapiraca)
Texto de Andressa Alves

A profissionalização do artesanato caminha a passos largos em Alagoas. Na última quarta-feira (31), o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, realizou a entrega de mais 50 carteiras de artesãs do município de Arapiraca, região do Agreste do Estado. A ação aconteceu no Mercado do Artesanato, localizado na Praça Ceci Cunha.

Com a entrega, o município conta, agora, com 350 artesãos reconhecidos. Em toda a região do Agreste o número chega a 1.150 profissionais cadastrados no Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), coordenado em Alagoas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).

A carteira do artesão garante a isenção do ICMS na emissão de notas fiscais avulsas. Além disso, portando o documento, o artesão pode se inscrever em editais abertos pela Sedetur para levar seu trabalho para feiras de artesanato realizadas em todo o país. Em Alagoas, são mais de 13 mil artesãos registrados no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab), e 60% destes artesãos vivem somente da produção artesanal.

Para a artesã do grupo Colcheteiras e Cia Solidária, Maria Nasidy, receber o documento representa o reconhecimento à produção artesanal, que deixou de ser um hobby para tornar-se sustento e garantia de emprego e renda.

“É gratificante para nós enxergar a valorização que a gente vem ganhando nos últimos anos. Sabemos que o que a gente produz é com muito amor, mas não se trata só disso. É nossa maneira de ganhar dinheiro fazendo aquilo que gostamos", afirmou a artesã Maria Nasidy.

Além da emissão da carteira, a Sedetur atua, por meio do projeto Alagoas Feita à Mão, com a colocação de placas em todas as regiões do Estado, identificando as oficinas e ateliês dos artesãos para sinalizá-los como espaço de produção artesanal.

"O número de artesãos e a qualidade do artesanato de Alagoas possuem um destaque nacional. Para isso, o apoio do Governo do Estado tem sido fundamental. É nosso compromisso garantir oportunidades para que esses profissionais continuem sendo reconhecidos e, mais que isso, tenham uma vida digna através da comercialização de seus produtos", ressaltou o secretário Rafael Brito.

O evento, promovido pela Prefeitura de Arapiraca, contou com a presença do secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Arapiraca, Ricardo Barreto, e do deputado federal Ronaldo Lessa.

INSTAGRAM