DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Quarta, 02 Junho 2021 19:51

Secretário do Desenvolvimento Econômico realiza visita técnica no Núcleo Industrial Bernardo Oiticica Destaque

Marcius Beltrão se reuniu com empresários do polo industrial que vai receber investimentos na ordem de R$ 6,4 milhões para obras de pavimentação

Texto de Waldson Costa e Cecília Tavares 

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Marcius Beltrão, visitou, na manhã desta terça-feira (1), o Núcleo Industrial Bernardo Oiticica (NIBO), localizado no Tabuleiro dos Martins, em Maceió. Na ocasião, o secretário conversou com empresários e fez uma visita técnica à área onde serão iniciadas as obras de pavimentação do polo industrial. 

Com investimentos na ordem de R$ 6,4 milhões, as obras de pavimentação do NIBO contemplam a construção de 3,5 km de rodovia, além de 2,5 km de ciclovias, e estão previstas para serem entregues no final do segundo semestre de 2021.

“Para que Alagoas possa continuar avançando, é preciso investir em obras estruturantes, tão fundamentais para a atração de novas indústrias e o consequente desenvolvimento econômico do nosso Estado. A pavimentação e estruturação do NIBOvão facilitar o escoamento da produção e a chegada de matéria-prima, imprescindível para que nosso estado continue a crescer”, explicou o secretário Marcius Beltrão.

A pavimentação do polo industrial, que concentra atualmente dez empresas, gerando mais de 600 empregos diretos, vai otimizar a logística na região, além de reduzir os custos das empresas e melhorar o tráfego de veículos e pessoas, ampliando a captação de novas indústrias.

Para o empresário Carlos Pinheiro, proprietário da empresa Bom Sono e presidente da Associação dos Empresários do NIBO, a pavimentação e estruturação do polo são fundamentais.

“Hoje temos dificuldade não só para receber a matéria prima, como também para escoar a nossa produção, então a indústria não consegue se desenvolver da maneira adequada. Com essa obra estruturante, a expectativa é que a gente chegue a mais de mil empregos diretos dentro de Maceió, com muita vontade de crescer mais e de fazer aquilo que as empresas estão predestinadas a fazer, que é gerar emprego e renda para as pessoas, além de riqueza para o estado”, pontuou Pinheiro. 

O investimento de R$ 6,4 milhões é oriundo do Fundo de Equilíbrio Fiscal do Estado de Alagoas (FEFAL), que é mantido com as contribuições de empresas que possuem incentivos fiscais. A base de cálculo para depósito no FEFAL é de 10% sobre os incentivos fiscais recebidos, seja por indústrias (Prodesin) ou pelo comércio. 

O Núcleo Industrial Bernardo Oiticica, que funciona nas imediações do sistema prisional de Alagoas, tem como diferencial o uso da mão de obra de reeducandos, que são selecionados após uma triagem multidisciplinar. Na ocasião, ao serem contratados, os reeducandos recebem salários e redução de pena por dia trabalhado.