DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E TURISMO

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo
Segunda, 08 Fevereiro 2021 20:56
INVESTIMENTOS

Com incentivos do Estado, grupo Coca-Cola inaugura nova fábrica de suco em Maceió

Empresa é beneficiada com a concessão de incentivos do Governo e injeta mais de R$ 23 milhões na economia alagoana com a ampliação da unidade

Incentivada pelo Governo do Estado, nova fábrica de suco Kapo investirá mais de R$ 23 milhões Incentivada pelo Governo do Estado, nova fábrica de suco Kapo investirá mais de R$ 23 milhões Márcio Ferreira
Texto de Rafaela Pimentel

O governador Renan Filho e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, inauguraram, nesta segunda-feira (8), a ampliação da nova unidade do grupo Solar Coca-Cola, a fábrica de sucos Kapo. A linha de produtos recém-adicionada conta com investimentos na ordem de R$ 23 milhões injetados na economia alagoana, além do acréscimo de 100 empregos aos mais de mil já garantidos pelo empreendimento desde o início da sua instalação.

Há mais de 25 anos na casa, Edilma Barbosa é uma das funcionárias mais antigas.Ela conquistado novos espaços com mais representatividade dentro do grupo. Atualmente, como supervisora de produção da linha de vidros e lata, a alagoana encontrou na empresa, incentivada pelo Governo do Estado, oportunidade de melhoria de qualidade de vida.

“Entrei aqui como auxiliar de produção, depois virei líder e agora chego aos 46 anos como supervisora da minha área, com uma equipe de mais de 12 pessoas. Comecei com 21 anos e tive a chance de crescer como mulher e profissional. Isso mostra que estamos trabalhando em uma empresa sólida, então sempre digo para os meus colaboradores para acreditar no seu potencial, porque esta é uma empresa que investe e reconhece os talentos”, compartilha Edilma Barbosa.

Márcio Ferreira

Beneficiada com a competitiva política de incentivos do Governo do Estado, a nova linha de suco Kapo é mais uma conquista importante ao portfólio forte e diversificado de empresas instaladas em Alagoas. A unidade tem capacidade produtiva de mais de 900 mil litros/mês da bebida e possui exclusividade em todo o país na produção do sabor caju, tornando o estado o maior hub de bebidas não carbonatadas do grupo junto com a produção de águas, de chás, de suco Del Valle e de Monster.

“Aliada às questões técnicas e logísticas, que são determinantes para o crescimento da empresa em Alagoas, o conjunto de fatores que estamos vendo aqui hoje tem feito toda a diferença para a presença sólida do grupo no estado. A forma como conseguimos dialogar com profissionalismo com o estado, além da segurança jurídica de previsibilidade dos movimentos, vem permitindo uma agenda de R$145 milhões em investimento apenas para o triênio 2019-2020-2021 e plano de seguirmos com possíveis ampliações na região”, destaca Fabio Acerbi, direto de Relações Externas do grupo Solar Coca-Cola.

Márcio Ferreira

Retomada econômica

Em meio ao combate da pandemia da Covid-19 e da consequente crise financeira vivida no país, Alagoas segue com uma agenda positiva de ações reforçando o compromisso com o desenvolvimento econômico e social. A inauguração da fábrica de sucos Kapo torna o estado também mais competitivo na área de exportações, sendo, ao lado de Pernambuco, os únicos a atender todos os estados do Nordeste e também Mato Grosso.

“Temos hoje uma das políticas de incentivos fiscais mais competitivas do Brasil, o que nos garante, ano após ano, a atração e a consolidação de novos investimentos para Alagoas. A partir deste movimento, temos conseguido trilhar um caminho de ações estratégicas que estão priorizando a geração de emprego, renda e melhoria da qualidade de vida do nosso povo, que desde o início tem sido o grande objetivo do Governo do Estado. Com esta entrega, estamos impulsionando não só nossa economia, mas a oferta de oportunidades para os alagoanos”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

A recuperação célere e segura das atividades econômicas do Estado foi evidenciada pelo governador Renan Filho como resultado de um ambiente institucional equilibrado, com seguranças jurídicas e diferenciais competitivos de incentivos fiscais, que colabora para a geração de emprego e renda e melhoria de vida da população.

Márcio Ferreira

“Desde 2014, vivemos um momento muito duro no país com queda constante do PIB, e, nesse cenário, fomos um dos primeiros estados do Brasil a recuperar este índice, o que é muito significativo para um estado pequeno como o nosso. Temos nos agigantado neste período de crise, nos firmando como um estado que recebe investimentos privados e ainda tem capacidade de disponibilizar o maior recurso público do país com a oferta de 36% do seu orçamento, enquanto o restante do Nordeste irá disponibilizar uma média de 6% dos recursos. Vamos continuar aprimorando o trabalho do Governo de Alagoas, assegurando uma posição de estado competitivo e que prioriza a criação de oportunidade para o seu povo”, salienta o governador.